Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Quem foi "Maria Firmina dos Reis"
Início do conteúdo da página

Quem foi "Maria Firmina dos Reis"

Última atualização em Terça, 22 de Setembro de 2020, 15h31 | Acessos: 82

Quem foi Maria Firmina dos Reis?

A vida e obra de Maria Firmina dos Reis foram marcadas por sua opção de ser voz abolicionista em um tempo em que a escrita literária de autoria feminina era praticamente inexistente dentro do contexto escravocrata. Nascida em São Luís, capital do Maranhão, em 11 de outubro de 1825, Maria Firmina é autora do romance “Úrsula”, de 1859, e do conto “A escrava”, de 1887, obras que discutem a questão da escravidão, dando voz e protagonismo aos escravizados, pois são as personagens que narram suas dores e angústias, assim como exaltam a liberdade que gozavam em África, pois como dizia a autora: “Mente ninguém pode escravizar” (REIS, 2004, p. 38).

Mulher negra, filha de mãe branca e pai negro, era autodidata. Pesquisas revelam que Maria Firmina pode ter sido a primeira mulher brasileira a publicar um romance, o que a torna precursora não só como escritora negra, mas também por tratar dos males da escravidão, em um período que a escrita pública era predominantemente realizada por homens. Primeira mulher também a ser aprovada em um concurso público na província de Guimarães para o cargo de professora primária; foi pioneira na fundação de uma escola mista, onde meninas e meninos podiam estudar juntos. Além disso, escreveu o hino de libertação dos escravos no Maranhão.

É importante lembrar que as mulheres passaram muito tempo sem acesso à educação e à possiblidade da escrita pública no século XIX. Com efeito, Maria Firmina dos Reis rompe com o silenciamento imposto às vozes femininas no contexto escravocrata e com as concepções sobre o papel da mulher na sociedade da época.

Maria Firmina dos Reis faleceu em 1917 na Vila de Guimarães, onde se estabeleceu como docente e escritora. A fortuna crítica sobre sua vida e obra ainda está sendo construída. Sua biografia, lançada em 1975 por José Nascimento Morais Filho foi intitulada de “Maria Firmina: fragmentos de uma vida”, o que revela que a busca por novos fatos e obras continua...

Referência bibliográfica:

REIS, Maria Firmina dos. A escrava. Florianópolis: Mulheres; Belo Horizonte: PUC – Minas, 2004.

registrado em:
Fim do conteúdo da página
Debug de template
Prefixo de posicoes de modulo: com_content-article
ID Item de menu ativo: 352
LINK Item de menu ativo: index.php?option=com_content&view=article&id=631

Console de depuração do Joomla!

Sessão

Informação do perfil

Memória Utilizada

Consultas ao banco